ACABOU A BATERIA DO SEU CARRO? SAIBA COMO RESOLVER

Em situações de emergência, a famosa "chupeta" pode ajudar a sair da enrascada, mas é preciso ter cuidados para fazê-la

bateria do carro acabou e você fica parado. Nessa situação, muita gente apela para a famosa “chupeta”, que nada mais é do que utilizar cabos específicos para conectar a bateria sem carga a uma outra, carregada, para dar a partida no motor e poder voltar a rodar.

Confira as ofertas, que separamos para você

 O procedimento, tecnicamente chamado de “transferência de carga”, porém, só deve ser adotado em situações de emergência, segundo a Heliar, uma das fabricantes de bateria.

Também é preciso ter cuidado para fazer tudo de forma correta, a fim de evitar superaquecimento dos cabos ou acidentes.

 Vale destacar que, além da transferência de carga de um veículo para outro, também dá para investir em um auxiliar de partida, que provê a carga extra para fazer o motor funcionar e iniciar a recarga da bateria por meio do alternador.

Confira nossas dicas para não errar na “chupeta”.

Bateria automotiva

   
  • Utilize cabos de boa qualidade, a fim de evitar superaquecimentos e fazer uma recarga eficiente
  • Com o cabo específico (na verdade, é um conjunto de dois cabos), conecte primeiramente os polos positivos (vermelhos) das duas baterias
  • Em seguida, conecte os polos negativos (pretos). Se não for possível., conecte o cabo a um ponto de aterramento, que pode ser a carcaça do motor
  • Depois de feitas as conexões, aguarde cerca de 5 minutos para que a bateria “arriada” receba carga suficiente da bateria em boas condições antes de dar a partida. Isso previne o aquecimento excessivo dos cabos. Somente depois disso dê a partida no carro que estava com a bateria sem carga
  • Depois de ligar o motor, aguarde alguns instantes até que a rotação estabilize
  • Para desconectar os cabos, a ordem é contrária: remova primeiramente o cabo dos terminais negativos e depois o dos positivos

 

Fonte: Webmotors

... Veja ofertas de Veículos Seminovos e Usados