POR QUE MOTORES DE TRÊS CILINDROS VIBRAM MAIS?

Conjuntos de três cilindros são mais leves e entregam consumo melhor de combustível, mas fabricantes precisam realizar adaptações para evitar o sacolejo

Porque eles são naturalmente desbalanceados. Imagine uma gangorra com duas crianças de um lado e apenas uma de outro. Sempre que o lado mais pesado descer, o impacto será maior, pois a força do lado oposto é menor.

No caso dos motores, as crianças na balança são os pistões: dois vão para baixo quase simultaneamente, enquanto só um está subindo. Em um motor de quatro cilindros, esse sobe-e-desce normalmente é feito em pares, e esse é um dos motivos pelos quais quase nenhum propulsor tem número ímpar de pistões.

Para compensar o sacolejo, as marcas alteram a ordem de ignição, usam coxins e volantes (disco metálico cuja massa ajuda a absorver vibrações) especiais e eixos contrabalanceadores, que criam uma força na direção oposta à que gira o motor.

Chevrolet Onix LTZ 1.0 Turbo Manual  (Foto: André Schaun/Autoesporte)

Todas essas mudanças compensam, pois conjuntos de três cilindros são mais leves, têm menos atritos internos e entregam consumo de combustível bem melhor que os de quatro.

ESPECIALISTA EXPLICA COMO A NOVA GASOLINA BRASILEIRA IRÁ BENEFICIAR CARROS MODERNOS E ANTIGOS

Combustível Gasolina Etanol Posto (Foto: Getty Images)

A partir do dia 3 de agosto começa a valer a determinação da Agência Nacional do Petróleo e Gás Natural (ANP), que estabelece padrões mais elevados para a gasolina vendida no BrasilAs expectativas são de uma alta nos preços, mas ainda não é possível estabelecer o valor.

Segunda a Petrobras, essa nova gasolina pode gerar uma economia de 4% a 6% no consumo dos motores já existentes. Mas, para o professor do departamento de engenharia mecânica da FEI (Fundação Educacional Inaciana) Silvio Shizuo, o maior ganho deve ser no desenvolvimento de novos motores a partir de agora.

Bocal Mangueira Gasolina Reabastecimento (Foto: Divulgação)

combustível utilizado no Brasil é considerado de qualidade inferior se comparado a outros pelo mundo, como dos EUA ou da Europa. “Hoje nós já temos vários veículos com sistema de injeção direta de combustível e muitos consumidores relatam problemas de entupimento, troca de injetor, que podem custar mais de mil reais”, comenta ele.

Ele ainda afirma que com uma gasolina mais homogênea, as montadoras podem fazer testes e desenvolver motores mais próximos do que elas já estão acostumadas, sem a necessidade de fazer adequações para o combustível local.

Que carros podem se beneficiar disso?

Para o professor, os motores flex devem ser os que mais irão se beneficiar desse novo combustível. Isso porque a pressão de alimentação de combustível nesses sistemas foi sendo aperfeiçoadas ao longo dos anos, permitindo uma maior economia e emitindo menores quantidades de poluentes.

“O sistema convencional de injeção de combustível no motor costuma ter entre 3 e 5 bar. Os novos sistemas podem chegar a ter até 250 bar de pressão. Quanto mais pulverizado estiver o combustível, mais ele evapora e mais completa será a queima, permitindo que ele consuma menos”, afirma.

Grupo VW Motor EA888 (Foto: Divulgação)

“A nova gasolina vai reduzir o fenômeno da pré-detonação [popularmente chamada de batida de pino], que pode comprometer o motor”.

Essa pulverização facilitada também beneficiará a partida com o motor frio. Quanto mais fria gasolina, é mais difícil de fazê-la virar um vapor. E, não sendo uma mistura homogênea, com um ponto específico de vaporização, os veículos antigos enfrentam dificuldades para dar partida no inverno.

Injeção eletrônica, direta ou carburada

“O carro com injeção eletrônica vai se beneficiar, já que o carburado não tem a correção que a injeção eletrônica faz. Dentro do carburado, o fato de ter um combustível homogêneo pode dar um comportamento mais constante”, afirma o professor.

Injeção eletrônica convencional injeta o combustível no coletor de admissão (Foto: Divulgação)

Gasolina cara beneficia o etanol

Apesar de estarmos falando de gasolina, o professor Silvio é um defensor do etanol, e explica: “Aumentar o preço da gasolina é positivo para o etanol, porque aumenta a concorrência e é positivo para esse combustível brasileiro”.

Combustível Gasolina Etanol (Foto: Getty Images)

O Brasil teve uma longa história com o programa de desenvolvimento de motores flex e incentivos fiscais para valorizar o etanol, o que colocou o país como referência nesse tipo de motorização.

Como é calculado o preço da gasolina?

Petrobras disponibiliza um gráfico que mostra como é composto o preço final da gasolina na bomba, que é constituído de quatro valores: preço do produtorimpostoscusto do etanol preço de distribuição.

Tributos como ICMS (estadual) e CIDE (federal), somam 46% do total (29% e 17%, respectivamente), enquanto o preço de saída da refinaria corresponde a 28% do final. O resto é dividido entre o custo do etanol anidro e o valor da distribuição e revenda, com 13% cada.

 

Fonte: Revista Auto Esporte

... Veja ofertas de Veículos Seminovos e Usados