QUANDO TROCAR O AMORTECEDOR? ATENÇÃO AOS SINAIS!

Veja como identificar que essa peça da suspensão já necessita de substituição

Quando trocar o amortecedor? Será que existe mesmo um tempo exato para isso ou é melhor ficar atento aos sinais do carro? Como se trata de uma peça de grande importância — parte do sistema de suspensão, que, por sua vez, controla os movimentos do carro —, é vital entender do assunto. É o que você fará agora!

O que é amortecedor?

O amortecedor é um dos elementos da suspensão. Junto aos pneus e às molas – e outros componentes -, determinam o comportamento dinâmico dos carros.

Ou seja, o amortecedor é responsável pelo conforto e pela segurança em cada uma das situações de condução. E essas situações podem ser várias, porque dependem da condição das ruas e estradas.

Amortecedor tem validade?

Essa dúvida ão tem resposta definitiva. Porque a vida útil do amortecedor depende de alguns fatores, que veremos logo mais. Agora, por precaução, você pode realizar um check-up a cada 40 mil quilômetros rodados ou depois de cada um ano de uso.

Amortecedores duram quantos km?

Essa questão também não tem uma resposta precisa. Assim como não tem como saber quanto tempo dura amortecedor dianteiro.

Isso porque o tipo de piso no qual o carro trafega é bastante determinante para a vida útil do amortecedor. O veículo pode rodar muito em estradas de terra,  ou em asfalto – ou mesmo em asfalto esburacado. E cada um interfere na durabilidade do componente.

Se com essa imprecisão fica difícil compreender mais, agir na hora certa, no entanto, é muito fácil! Entre tantas incertezas, o carro emite sinais quando chegar a hora de trocar o amortecedor.

Como saber se o amortecedor está ruim?

Como a peça começa a perder funcionalidades, o veículo passa a ter comportamento diferente em alguns aspectos. Por exemplo, na estabilidade, principalmente em curvas.

Os seis sinais mais comuns de que o amortecedor está ruim são:

  • trepidação excessiva;
  • curvas instáveis;
  • barulhos na suspensão;
  • desgaste irregular dos pneus;
  • dificuldades na frenagem,
  • vazamento de fluido.
 

Quando o carro começa a balançar muito depois de passar por lombadas ou valetas, fique atento. E faça um teste: dê pequenas arrancadas e freadas – em lugares propícios.

Caso a carroceria balance demais, é sinal de que o amortecedor está ruim. Essa é uma das formas de como “testar” o equipamento.

Outro sinal é o desgaste irregular dos pneus. Isso acontece porque o amortecedor ruim leva o peso do carro para outras peças e de forma desproporcional. Sem falar que as rodas vibram mais, o que também aumenta o desgaste dos pneus.

No caso de você já ter comprometido a suspensão, o carro também fará barulho ao passar por lombadas ou rampas. Na hora do check-up, é importante verificar todas esses componentes, para garantir a segurança na hora de dirigir.

Outra forma de “testar” amortecedor manualmente é com uma simples averiguação – em modelos de carro que permitem isso, evidentemente – para ver se algum fluido viscoso consta na superfície da peça. Aproveite para ver se há partes oxidadas.

Em todo caso, a melhor forma de descobrir isso é indo à oficina especializada. Nelas há profissionais, ferramentas e equipamentos melhores para averiguar.

Dicas para cuidar dos amortecedores

No dia a dia, você pode, sim, cuidar do amortecedor do seu carro. Basta fazer o seguinte:

  • faça inspeções constantes;
  • evite excesso de peso (observe a capacidade de carga do veículo no Manual);
  • evite buracos;
  • evite passar rápido em lombadas e valetas;
  • opte por peças originais;
  • faça a correta calibragem dos pneus uma vez por semana;
  • fique atento à quilometragem.

Amortecedores na História

Devido às irregularidades do solo, antes do surgimento dos amortecedores, os motoristas perdiam facilmente o controle nas curvas, porque faltava uma compensação para a inclinação do carro. Assim como hoje, quando a peça está ruim, os carros também sofriam de excesso de vibração da carroceria e necessidade constante de troca de pneus.

Foi então que, em 1926, uma empresa dos Estados Unidos lançou os primeiros sistemas que eliminavam vibrações. Desde então, a evolução dos amortecedores foi constante. Hoje, no mercado, há vários modelos de eles servem aos mais diferentes tipos de veículos: desde carros de passeio e de carga, até aos de corrida e de rali.

Fonte: Webmotors

... Veja ofertas de Veículos Seminovos e Usados